COVID-19: Atenção à saúde bucal e pandemia - perspectivas e desafios


O cirurgião-dentista está rotineiramente em atendimento clínico, entrando em contato com fluidos corporais do paciente, como sangue e saliva, tendo como única barreira protetora os equipamentos de proteção individual (EPIs). 



Tal fato, associado a situações como a de pandemia da COVID-19, torna o atendimento odontológico como de risco para o profissional devido à probabilidade de contágio durante o procedimento.


Mediante a possibilidade de o paciente estar contaminado, algumas precauções devem ser reforçadas no período prévio ao atendimento.

É necessário que haja uma anamnese minuciosa e dirigida, a qual deve ser feita inicialmente por telefone.


As Profas. Cláudia Colussi, Cristine Warmling e Sônia Chaves relatam suas perspectivas em relação à atenção à saúde bucal e à pandemia de COVID-19.







No hay comentarios.

Deja tu comentario, gracias por visitar Odontofarma